2013/05/11

História de João Anjos - O homem e o mundo velocipédico em Portugal


Depois de publicarmos a botoeira / botão para casaco dos 15 anos da Sacor, fabricada pela Casa João Anjos, surgiu um contacto via e-mail que nos permitiu ficar a conhecer melhor a história do seu fundador - João Anjos, nome intimamente ligado às "rodas" nacionais. Desde já agradecemos a Jorge Paulino, que nos enviou a maioria da informação que aqui publicamos, bem como fotografias.

A partir de hoje saberão melhor o que têm nas mãos, quando encontrarem um botão de casaco fabricado por esta empresa.
Passemos então ao que interessa...
João Augusto dos Anjos nasceu em Lisboa em 1867, sendo filho de Joaquim Augusto dos Anjos, ourives do rei D. Fernando e demais nobres. Fez o primeiro ano de estudos na Escola Politécnica, mas deixou a escola para aprender a arte de seu pai. Passados alguns anos estabeleceu-se em Lisboa, na Rua Larga de São Roque, tendo-se dedicado à esmaltagem em ourivesaria. Nesta actividade ganhou fama, o que levou a que muitos clubes e associações desportivas encomendassem a realização dos seus emblemas e artigos publicitários em metais que não eram nobres. Esteve presente em vários certames nacionais e internacionais, onde representava o país e o que de bom nele se fazia. Foi premiado com a medalha de ouro na Exposição do Rio de Janeiro, Medalha de Honra e Grande Prémio na Exposição Industrial Portuguesa em 1892 e diploma na Exposição Colonial do Porto em 1934. Foi membro do júri da Exposição Industrial em 1933).
Faleceu em 1951, na cidade de Lisboa. Consta que ao longo da sua vida terá produzido mais de 19000 matrizes para emblemas, botões de casaco, medalhas, insígnias e condecorações.


Na imagem anterior podemos ver um botão de casaco da empresa de seguros Fidelidade, onde são assinalados os 125 anos da empresa, pelo que o botão deverá ser de 1960.
Entretanto o tempo passou e, segundo comentário deixado por Carlos Caria neste blogue, a Casa João Anjos fundada em 1929, foi extinta em 1969, tendo sido incorporada na SIC - Sociedade Ind. Condecorações, Lda, em Lisboa, na Rua Correia Teles, tendo esta última ficado com o património e espólio de todos os cunhos e cortantes de produção de emblemas da antiga Casa João Anjos.

Mas a história de João Anjos não se fica só pela parte do coleccionismo, pelo que publicamos um recorte do Jornal  "O Século Desportivo", de 25 de Janeiro de 1973, onde se fala desta personalidade e da sua ligação com as duas rodas com e sem motor em Portugal.
Passamos a transcrever: "Mas além do mais João Anjos foi um desportista de grande merecimento: ficou-se-lhe a dever a construção do primeiro velódromo – D.Carlos – que existiu em Lisboa, mais propriamente em Algés, inaugurado em 1895. Colaboraram neste empreendimento mais três desportistas dos mais distintos da época: José e Francisco Campos de Melo e D. Miguel Alarcão.
Pertenceu ao grupo dos fundadores do Real Clube Velocipédico (1891), que organizou provas em estrada com absoluto êxito, e do Velo Clube de Lisboa (1894)."

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário