2018/01/18

Guindaste fabricado pela Fundição de Massarelos (2/4)


Mais um conjunto de fotografias do guindaste fabricado pela Fundição de Massarelos, que se encontra na margem direita do Rio Douro, antes de se chegar à Foz do Douro.

Hoje damos especial destaque ao sistema de contra-peso que há neste guindaste, de modo a poder elevar cargas mais pesadas.

Para isso, um dos lados do guindaste foi prolongado e nele foi colocada uma caixa metálica com rodas, que era cheia de areia ou pedras.

Quando o objecto / a mercadoria a levantar fosse mais pesada, afastava-se a caixa referida do fulcro, de modo a criar mais equilíbrio ao ser usada.
Para que a caixa não tombasse, o fundo está mais baixo do que os eixos das rodas, fazendo deste modo baixar o ponto de gravidade

Para que não houvesse o acaso de a caixa de areia sair das calhas onde deslizava, as extremidades acabam viradas para cima.

Actualmente a caixa metálica esta com algum lixo que para lá vais sendo atirado.
Vista de cima dá para ver a espessura do metal usado.

Antes de terminarmos, deixamos uma amostra do que podem ver numa próxima publicação sobre esta peça de arqueologia industrial portuguesa.

O sistema de rodas dentadas e de correntes metálicas que moviam a carga para cima ou para baixo.

Continue lendo...

2018/01/17

Calendário de 1970 da CNP - Companhia Nacional de Pneus


Colocar o moderno ao lado do que é antigo não é prática dos nossos tempos. Sempre houve um toque de nostalgia ao longo das últimas décadas/séculos.
Antes de 1970 começar, a CNP - Companhia Nacional de Pneus, mandou editar estes calendários com uma imagem de uma rapariga de vestido curto, com padrão psicadélico, ao lado de uma bicicleta antiga, do século XIX.

O calendário foi impresso em Dezembro de 1969, na Lito Maia, no Porto, num total de 20000 exemplares.

Continue lendo...

2018/01/16

Alfinete de lapela motores / motorizadas JLO


Os motores JLO foram usados em montagens de motorizadas nacionais, especialmente nas Famel, pelo que é natural que apareça material publicitário desta marca.

Este alfinete de lapela antigo da JLO é feito em metal com relevo, estando pintado na parte interior. Na zona do alfinete tem uma espiral, de modo a fazer com que ficasse bem preso nos tecidos.

Continue lendo...

2018/01/15

Jipe UMM Alter versão bombeiros em foto publicitária


Mais outra fotografia que divulgamos com um jipe UMM e que foi retirada de um anúncio feito para o mercado francês (da mesma publicidade ver também jipe UMM Alter CD com caixa em fibra; jipe UMM Alter com cabine prolongada e jipe UMM Alter CD com caixa basculante).
Nela podemos ver um jipe UMM Alter Pick-Up com equipamento de combate a incêndios.
O jipe UMM da foto está identificado na lateral traseira com letras que dizem "Comite Feux de Foret". Na porta aparenta ter um autocolante com um mapa simplificado e no tejadilho tem uma luz sinalizadora amarela.
Imagem divulgada numa publicidade feita pela UMM France no ano de 1992

Continue lendo...

2018/01/14

Bébécar Triciclos 220/215 - Catálogo Bébécar (capa azul)


E continuando a divulgar a gama de produtos comercializada pela Bébécar, com seu catálogo de capa azul, mostramos dois dos triciclos que a marca tinha disponíveis para as crianças brincarem.
São o Bébécar Triciclo 220 (que é igual a uma triciclo que já aqui mostrámos) e o Bébécar Triciclo 215. Como vemos nas imagens, um tem um ar mais sólido do que outro.

Ambos estavam disponíveis pintados de azul ou de vermelho, e o triciclo 220 também podia estar pintado de branco.

Continue lendo...

2018/01/13

Bicicleta Sparkbrook - 8.º Passeio Pasteleiras Pinhal Novo


Mais uma marca que divulgamos no blogue Rodas de Viriato.
É a Sparkbrook, vendida pela empresa Duque Seabra & C.ª Lda, de Sangalhos. Esta empresa também vendia bicicletas de marca Duseal e Vencedor. Tinha também a representação dos ciclomotores Pirotta (Moto Pirotta).

Fica uma dúvida em relação a esta marca. Existiu uma empresa chamada Sparkbrook Manufacturing Co, que fabricava bicicletas em finais do Século XIX / início de Século XX em Coventry - no Reino Unido (também fabricou motos). Pela chapa que divulgamos, as marcas não estão relacionadas.

Terá sido uma representação que acabou, mas que o agente fez questão de continuar, colocando essa marca nas montagens que vendia? Ou terá sido uma apropriação do nome, uma vez que a marca passou a pertencer à Singer em 1925?
Bicicleta fotografada no 8.º Passeio de Pasteleiras de Pinhal Novo.

Continue lendo...

2018/01/12

Motorizada SIS Sachs Motozax em utilização


Continuamos a ver motorizadas de fabrico nacional em utilização um pouco por todo o país e esta SIS Sachs Motozax é um exemplo do que dizemos.

Este exemplar estava pintado de azul, tendo pormenores em azul claro e o nome do modelo - Motozax - a branco.

Tinha ainda uma viseira / carenagem com o farol embutido, o que dá um ar desportivo ao conjunto.

Na frente tinha um pneu de piso listado, com a medida 2.75 - 17.

Como andar com o capacete de uma lado para o outro não é muito prático, na traseira tinha o capacete preso ao suporte de mercadorias.

Continue lendo...

2018/01/11

Blindado Chaimite - Salão Motorclássico 2017 (2/2)


No Salão Motorclássico 2017 tivemos a oportunidade (e os meios técnicos) para fotografar um blindado Chaimite por dentro, onde viajava a tripulação.

De acordo com o folheto fornecido pela Bravia, este blindado podia transportar até onze soldados.
Dois estavam na frente, sendo um deles o condutor - cujo banco podia adaptar-se em altura, de acordo com a utilização feita (situação de combate ou de paz).

Nesta zona podem ver-se os diferentes componentes mecânicos e eléctricos, que não foram ocultados ou tapados.

Na zona central viajavam seis tripulantes, três de cada lado. No tecto há pegas onde estes soldados se podiam agarrar durante o percurso realizado.

No centro havia espaço para que um soldado estivesse de pé, podendo com maior facilidade controlar o que se passava à volta deste blindado nacional e controlar/disparar o armamento existente na torre.

A torre era móvel, rodando na horizontal.
Os vidros tinham uma espessura considerável, vendo-se no interior do veículo a diferença de espessura entre o metal e o vidro, de forma a permitir proteger quem viajava no blindado Chaimite.

Na parte traseira o espaço estava limitado a dois tripulantes, pois é numa das laterais desta zona que se localiza o motor.

A terminar, deixamos alguns pormenores de soluções técnicas usadas pelo fabricante, de modo a permitir o acesso a componentes do blindado.

Continue lendo...

2018/01/10

Racing Legend Show 2018


Continuando imbuído do espírito do Rali Paris / Dakar, divulgamos o evento Racing Legend Show, que decorrerá no Parc Expo de Valence (Drôme), em França; nos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro de 2018.
Os entusiastas de antigas provas de competição, sejam ralis, raids, ou aventuras 4x4 por terras africanas, poderão aqui encontrar uma exposição dedicada a veículos que participaram no Rali Paris / Dakar; integrada no Racing Legend Show 2018 - dedicado ao mundo dos automóveis / carros de corrida históricos, bem como das motos.
Não temos conhecimento de que esteja em exposição algum dos jipes de fabrico nacional que participaram na prova referida, mas poderão ter a sorte de encontrar alguém que teve a experiência de com eles contactar pessoalmente.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2018/01/09

Jipes UMM no Rali Paris / Dakar de 1983


E continuamos a divulgar fotos pouco conhecidas dos jipes portugueses que participaram no rali Paris / Dakar do ano de 1983. Como recentemente mostrámos os carros de corrida da equipa Portaro, hoje mostramos os rivais nacionais, os jipes UMM.
Na imagem anterior retirada da revista Turbo n.º 17 (de Fevereiro de 1983) podemos ver o jipe UMM com o número 213, pertencente à dupla José Megre / Mira Amaral a progredir por um terreno cheio de lama.

A dupla Pedro Cortês / João Teixeira Gomes conseguiu bons resultados em prova. Numa etapa conseguiram o 8.º melhor tempo e para isso não tiveram problemas em se meterem por maus caminhos, como vemos na imagem anterior, em que o UMM com o número 214 levanta água por onde passava.

Uma penalização de 18 horas condicionou a obtenção de um melhor resultado por parte desta equipa, tendo terminado em 36.º lugar. José Megre também teve alguns problemas, nomeadamente no início da prova em África, tendo terminado a prova em 42.º lugar.

Continue lendo...

2018/01/08

Folheto dos motores Sachs - SIS Sachs 1971


Os motores Sachs foram fabricados em Portugal, sob licença da marca alemã. A S.I.S. Veículos Motorizados, Lda. era que os produzia e aproveitava para os colocar nas motorizadas que fabricava.

A empresa tirava partido da boa fama que os motores tinham e neste folheto anunciava que circulavam por todo o  mundo 6 milhões de motores Sachs.
Para ilustrar o folheto, foi usada uma imagem de um motociclista numa moto com motor Sachs, a circular com grande velocidade.

O folheto foi impresso a duas cores na Lito Anadia, em Abril de 1971, tendo sido impressos 75 000 exemplares.
Este folheto está disponível para troca, para mais informações, usar o contacto de e-mail existente na lateral direita do ecrã.

Continue lendo...

2018/01/07

Motorizada Famel S 20 - Oficina Moto & Restauro


Há modelos da Famel que não se encontram com facilidade. A motorizada Famel S 20 é um deles.

Este modelo tem várias características que o tornam diferente. Por um lado tem o chamado quadro aberto, mais indicado para um utilizador feminino.

Por outro lado tem um motor DKW, da Zweirad Union, colocado de forma suspensa no quadro da motorizada.

Este exemplar da Famel S20 foi um restauro iniciado pelo proprietário, tendo depois sido concluído pela Moto & Restauro.

O trabalho feito nesta oficina recaiu essencialmente sobre o motor, tanto na parte mecânica, como de cromagem.

O esquema da pintura a cinzento, com pormenores a beije, é replicado no selim. A faixa branca lateral no pneus, torna o conjunto mais coeso.

Para contactarem a Moto & Restauro podem usar o Facebook ou se precisarem de alguma informação podem usar os outros contactos da Moto & Restauro - telemóvel 962448182, telefone 275 751 241 ou pelo e-mail jadantunes@hotmail.com .

Continue lendo...

2018/01/06

Jipes Portaro no Rali Paris / Dakar de 1983


No 5.º Rali Paris / Dakar participaram duas marcas portuguesas, a UMM e a Portaro. Se da marca UMM há muitas informações e fotografias disponíveis na Internet, já em relação aos jipes Portaro não é bem assim. Mas temos contrariar esta tendência e hoje damos mais um contributo para a divulgação da marca, mostrando duas fotografias que foram publicadas na revista Turbo n.º 17 de Fevereiro de 1983.

Na primeira imagem, a cores, vêem-se dois dos cinco jipes que terão participado na prova, havendo na mesma revista outra foto onde aparece um terceiro Portaro, que prestava assistência durante a prova. Na revista é referido que os Portaro que faziam assistência, em França, conseguiam melhores tempos do que os de Roy e Kurrer (que no final da prova conseguiu o 10.º lugar).

Continue lendo...