2016/09/28

Motorizada Simotal - 16.º Encontro Motas Antigas Pinhal Novo


Há uns anos divulgámos uma circular da Simotal - Sociedade Importadora de Motos e Acessórios, Lda e hoje divulgamos uma motorizada desta marca.

Trata-se de uma motorizada fabricada pela EFS, mas vendida pela Simotal, tendo chapas desta marca na lateral do depósito de combustível e também no guarda-lamas traseiro, por cima do farolim.

A Simotal comercializou muitos e diferentes produtos, como scooters Heinkel, artigos para pesca submarina e roulotes para campismo.

Este exemplar da Simotal de Lisboa foi fotografado na edição de 2016 do Encontro de Motas Antigas de Pinhal Novo.

Ainda tinha a pintura original e na roda da frente era possível ver um pneu de marca Bufalo, fabricado pela CNP.

Continue lendo...

2016/09/27

Bicicleta Siera de Luxo com quadro EFS para senhora


Os Armazéns Siera de António Sousa Vela, de Oliveira do Bairro, venderam motorizadas Siera e também bicicletas Siera.

No edição de 2016 da Automobilia de Aveiro esteve à venda uma bicicleta antiga Siera, que tinha um quadro para senhora, de marca EFS.

Esta bicicleta ainda apresentava a pintura original, tendo o farol cromado e um guarda-corrente fechado, evitando que as senhoras sujassem as saias com óleo da corrente.

O selim com molas verticais era de marca Tabor, tendo o couro com a gravação na parte lateral.

Continue lendo...

2016/09/26

XIV Automobilia Ibérica da Moita / 2017


Os leitores do Rodas de Viriato estão sempre a par do que se passa no mundo dos veículos antigos e clássicos em Portugal.
Quem nos acompanha conhece bem o trabalho que temos ao nível da divulgação de eventos. A Automobilia Ibérica da Moita - XIV Feira Ibérica de Peças e Acessórios, para automóveis e motociclos clássicos e de época, é um evento que temos documentado de forma alargada.
A XIV Automobilia Ibérica da Moita / 2017 é assim apresentada no site oficial do evento:
"O Histórico Automóvel Clube do Entre Tejo e Sado (HACETS) e a Câmara Municipal da Moita irão realizar, nos dias 18 e 19 de Março de 2017, a XIV Automobilia Ibérica.
A Automobilia Ibérica é um evento temático cujas características permite reunir, no espaço de uma feira, os coleccionistas e admiradores dos veículos de propulsão mecânica com 25 ou mais anos de idade, para troca e aquisição de veículos (restaurados ou para restauro), peças, equipamentos e ferramentas de época, miniaturas e brinquedos, livros e manuais, e todo o tipo de material mecânico e acessórios que permitirá cuidar e realçar a beleza daqueles veículos que marcaram uma época e sobretudo preservá-los como património cultural e recreativo.
Este evento toma lugar no magnífico Pavilhão Municipal de Exposições da Moita, local sobejamente conhecido de todos os entusiastas dos Veículos Históricos, pelo facto de ocorrerem, mensalmente, junto àquele Pavilhão, as Concentrações Mensais de Veículos Antigos e Clássicos do HACETS - 3.º domingos de cada mês. A entrada ao público é gratuita."
O horário é o seguinte:
Sábado, dia 18 de Março: das 10 horas às 21 horas.
Domingo, dia 19 de Março: das 10 horas às 19 horas.

Continue lendo...

2016/09/25

16.º Encontro de Motas Antigas de Pinhal Novo - Balanço


O 16.º Encontro de Motas Antigas de Pinhal Novo foi no fim-de-semana passado e aqui estamos a fazer o balanço do que vimos, antes de se iniciar o passeio pelas estradas da zona.

Depois de 15 edições é natural que este encontro já esteja marcado na agenda permanente de muita gente (na nossa está!).
Em termos de afluência de público, este ano parecia que havia mais entusiastas na zona, muitos dos quais estavam acompanhados das suas motorizadas, scooters ou motos.

A nossa objectiva andava em busca de veículos antigos de duas rodas de fabrico nacional, mas não resistimos a ver o que lá por fora se fez.

Mais uma vez as motorizadas presentes de fabrico nacional eram muitas. De muitas marcas e de muitos tipos; tanto das mais comuns, como das mais raras ou difíceis de encontrar. Aliás, as motorizadas de 50 cc foram quem mais presença marcou.

Todos os anos aparecem motorizadas de marcas pouco conhecidas, e este ano não foi excepção. Mais uns dias e aqui as apresentaremos em detalhe.

Em termos de material nacional, continuam a ver-se modelos de aspecto desportivo, todas restauradas e prontas a impressionar quem por ali passa e pouco ou nada conhece do que por cá se fez.

Também este ano reparámos que as grandes ausentes foram as motos fabricadas em Portugal. As Casal K 260, K 270 ou as K 276, bem como as EFS M 125 e as Forvel 125 têm estado ausentes. Pode ser que um prémio chamativo para este tipo de motos, possa ajudar a inverter a situação.

Em termos de scooters de fabrico nacional, também não vimos nenhuma no momento em que estivemos presentes no local. Quem sabe se para o ano quem nos lê e vai a este encontro, se lembra de levar uma Casal Carina, ou uma Famel Faxion ou uma Macal CY. Uma vez que a organização tem espaços próprios para os diferentes tipos de veículos, seria uma forma de lhes dar destaque.

Terminamos com uma motorizada SIS Sachs TC 50 e a pensar: "Que motorizadas é que estarão presentes para o ano?".

Continue lendo...

2016/09/24

Circular n.º 6 / 88 da Federação Portuguesa de Motociclismo


Já não é a primeira vez que aqui divulgamos fotocópias antigas relacionadas com os veículos nacionais. Para muitos é um artigo sem valor, para nós não é bem assim, não só pelo conteúdo que têm, mas também porque foram feitas na altura.

A fotocópia antiga que apresentamos é da Circular n.º 6 / 88 da Federação Portuguesa de Motociclismo, dirigida aos pilotos do Campeonato Regional de Motocross, onde se esclarecia / dava informações sobre chapas e números de identificação a colocar nas motas.

A numeração das motas do Campeonato Regional de 50 cc e do Campeonato Regional de 80 cc tinha de ser colocada na frente da mota e dos dois lados da mesma, para além de ser colocada nos dois lados do capacete de protecção.

A circular é composta de duas folhas, onde aparece o diagrama de uma mota vista de frente e de lado, bem como detalhes sobre a chapa e as dimensões dos números a incluir.

Continue lendo...

2016/09/23

Bicicleta UCAL Mickey Cross nova (4/4)


E com este grupo de fotografias terminamos a apresentação da bicicleta antiga, mas nunca usada, UCAL Mickey Cross.

Quem não viu o material que já divulgámos desta emblemática bicicleta dos anos 80, pode ver aqui a:
- 1.ª parte;
- 2.ª parte;
- 3.º parte.

Há sempre a tendência para olhar para o passado como uma época em que as coisas eram melhores, mais bem feitas...

E quando olhamos para esta UCAL Mickey Cross, não podemos deixar de pensar assim. Ainda por cima, tendo em conta que esta bicicleta foi produzida em série.

Imaginamos que na linha de montagem quem estava responsável por colocar os autocolantes tenha tido muito trabalho, pois nesta bicicleta existem em grande número.

Mas seja pela escolha dos componentes, onde houve preocupações de escolher as cores e as formas, seja pelo desenho do conjunto, os técnicos das bicicletas UCAL acertaram em cheio!

E não terão sido poucos os que sonharam ter uma bicicleta assim, pois juntar o andar de bicicleta com uma das nossas personagens favoritas, é uma fórmula vencedora.

Tudo isto faz com que este modelo seja representativo da época e da nossa indústria de bicicletas. Quem sabe se um dia não estará num hipotético Museu da Bicicleta em Portugal.

Continue lendo...

2016/09/22

11.º Salão Automóvel e Motociclo Antigo-Clássico-Sport de Aveiro + MotorShow


Aqui divulgamos o 11.º Salão Automóvel e Motociclo Antigo-Clássico-Sport de Aveiro + MotorShow que se realiza nos próximos dias 3 e 4 de Dezembro de 2016.
É no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro e para além do Moto Show também terá feira de peças, onde podem gastar a subsídio de Natal e ajudar o Pai Natal a não andar carregado com peças pesadas no saco dos presentes.

Continue lendo...

2016/09/21

Outro alfinete de lapela Bicimotor L.da - Motorizadas Perfecta


São coisas de coleccionador...
Sim, já aqui mostrámos um alfinete de lapela da Bicimotor igual a este, mas com esquema cromático invertido no que respeita às cores de fundo e da oval exterior.

Pelo que esta simples diferença faz com que seja suficiente para aqui mostrarmos uma variante deste artigo promocional da Bicimotor, que vendia motorizadas de marca Perfecta.

Continue lendo...

2016/09/20

Autocolantes novos da Sericértima para Motoesa


Restaurar uma motorizada nem sempre é fácil, especialmente quando queremos material para marcas ou modelos mais específicos.
Quando procuramos autocolantes novos, já sabemos que a Sericértima tem uma grande variedade para marcas como a Casal, a Famel, a Macal e a SIS Sachs. E como a Sericértima vai mais longe, também tem autocolantes novos para motorizadas de marca Motoesa.

E a Sericértima vai ao pormenor de até ter o autocolante com recomendações (mudança de óleo, rodagem, mistura de gasolina e pressão dos pneus) para motorizadas Motoesa. E como não podia deixar de ser, também tem os autocolantes para colocar nos motores das Motoesa Mini Puch.

Para comprarem os autocolantes, vão carregando no botão que diz "pedir cotação" que aparece em cada um dos autocolantes. Deste modo eles vão sendo adicionados no "carrinho de compras virtual". Depois de colocarem os vossos dados e de enviarem o formulário, vão receber uma resposta com as informações necessárias para a conclusão da compra.
Depois é terminar o restauro e dar uma voltas com as Motoesa!

Continue lendo...

2016/09/19

Autocarro Alfredo Caetano Fenix com chassis Scania


Uma série começa sempre em algum lado e aparentemente a série de autocarros Fenix, fabricados pela Alfredo Caetano, começaram com modelos como este.

Neste caso tem como base um chassis Scania, sendo a carroçaria modelo K 113 CLB da Alfredo Caetano, Lda.

O autocarro que mostramos pertence à Auto-Transportes do Fundão, sendo o número 125 da sua frota.

Está pintado de cinzento, tendo elementos decorativos em amarelo, azul claro e azul escuro.

Pela matrícula este autocarro terá sido registado no ano de 1997.

Com quase 20 anos de vida, continua a circular e a transportar passageiros.

Ao observarmos detalhadamente a carroçaria, vemos vários pormenores que mostram como era o fabrico na época e os princípios subjacentes à sua concepção.

Vejam por exemplo a zona da porta que dá acesso ao lugar do condutor, onde podemos ver duas zonas de arrumação.

Do mesmo lado, junto à traseira, mais duas zonas de arrumação.

E até uma pequena janela para entrada de luz.

A terminar, a traseira deste Alfredo Caetano Fenix, onde podemos ver o emblema da Scania.

Continue lendo...